Você tem ou gostaria de ter uma loja virtual para expandir os seus negócios com a ajuda da internet, mas não sabe onde ou como atrair clientes? O mercado online é uma excelente oportunidade para o setor varejista expor os seus produtos, aumentar seus canais de venda, reconhecimento da marca e reduzir custos operacionais, mas é preciso investir tempo e/ou dinheiro para alcançar esse sucesso. Neste artigo, você conhecerá 5 exemplos de estratégias de marketing para e-commerce e seus benefícios. Confira!

1. Marketing para e-commerce nas redes sociais

Facilita ao seu negócio estar diariamente presente na vida dos seus atuais e futuros clientes. Redes sociais como o Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn são uma forma de manter o contato com o seu público-alvo e entendê-lo melhor. Isso é possível não somente com a análise de seus perfis, mas com ferramentas como o Audience Insights, que permite montar uma persona (perfil ideal de consumidor) com base em dados como idade, cidade onde vive, gênero e interesses.

As redes sociais também exigem planejamento, consistência e frequência de publicações para obterem melhores resultados (devido aos seus algoritmos) e aumentarem o reconhecimento e engajamento com a marca. Para isso, pode-se fazer parcerias com influenciadores digitais, publicar conteúdos educativos sobre o seu produto e ofertas imperdíveis, tudo isso com uma identidade visual e design interessante. Veja um exemplo dessa aplicação, na prática, no Instagram da Agência Gnu.

2. Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

Inbound Marketing é muito comum atualmente e emprega, na maioria dos casos, marketing de conteúdo, para atrair clientes oferecendo valor por meio de artigos em blog, vídeos no YouTube, e-books gratuitos e webinários (videoaulas ao vivo). A estratégia utiliza um funil de vendas para acompanhar o consumidor durante todo o seu processo de decisão em adquirir um produto. É uma ótima forma para expandir e se destacar no mercado enquanto atrai tráfego, especialmente orgânico (grátis), para o e-commerce.

3. E-mail marketing e automação

O e-mail marketing ainda é muito poderoso para manter uma conversa com a sua base de contatos. Uma boa estratégia é focar no relacionamento e personalizações com públicos segmentados. Isso é válido para envio de conteúdo no corpo da mensagem, links para o blog ou mesmo nas integrações com o site, muito comum no marketing para e-commerce. Um exemplo disso são aqueles lembretes enviados automaticamente após o cliente iniciar, mas não finalizar, uma compra.

Existem alguns softwares de automação que podem facilitar esse processo, como o RD Station e o Hubspot. Essas plataformas permitem estudar melhor o cliente, segmentar mensagens e acompanhar cada interação que ele tem com a sua empresa.

4. SEO (Search Engine Optimization)

Significa Otimização para os Motores de Busca. São técnicas aplicadas a um site para obter um melhor ranking nos resultados do Google e seus concorrentes — sem gastar com anúncios. Essa estratégica é essencial no marketing para e-commerce, pois sem textos, títulos e páginas otimizadas para as buscas dos usuários e sua experiência no site, ficará muito difícil para a loja ser encontrada. Note que os resultados das otimizações costumam vir em médio a longo prazo, dependendo da concorrência digital, mas costuma ter uma boa relação custo-benefício.

5. Publicidade online

Para quem quer soluções mais rápidas e não podem ou não querem aguardar o prazo para o SEO funcionar, os links patrocinados podem ser a solução. São campanhas online, como anúncios no Facebook Ads, BuscapéGoogle Adwords. Geralmente, paga-se algum valor por clique recebido, que varia muito entre nichos, portanto, exige uma análise de investimento e tomada de decisão cuidadosas. A boa notícia é que se pode analisar os custos envolvidos com antecedência e fazer algumas previsões.

E então, pronto(a) para aperfeiçoar suas estratégias e obter melhores resultados? Agora que você já sabe mais sobre marketing para e-commerce, implemente algumas ações e aproveite a facilidade de mensuração para analisar e otimizar, cada vez mais, suas campanhas na internet.

Ainda não tem uma loja virtual ou quer mudar de plataforma? Visite o site da nossa agência e saiba como podemos ajudá-lo(a) no planejamento e implementação de um e-commerce de sucesso.