De fato, a administração de e-commerce pode ser tão ou mais trabalhosa que a de uma loja física. Isso porque envolve uma série de cuidados mais específicos a esse tipo de empreendimento, como a escolha de layouts, plataformas e cálculo de frete, além de maiores preocupações com marketing digital.

Vários empresários desistem de suas lojas virtuais logo nos primeiros meses, geralmente por motivos relacionados ao baixo volume de vendas. Porém, as falhas que levam a isso costumam ser básicas, e podem ser resolvidas com relativa facilidade. Quer ver só?

Neste artigo, abordaremos 7 dos principais erros ligados, principalmente, à falta de controle e má administração. Continue lendo e confira!

1. Falta de planejamento

Um e-commerce, assim como uma loja física, precisa ser bem planejado e ter um plano de negócios, em que será documentado toda a estratégia corporativa, a previsão de riscos e as decisões de investimento. Assim, uma ênfase no marketing digital é interessante, mas você não deve se esquecer de outras áreas essenciais, como as gestões de estoque e financeira.

2. Falta de análise da concorrência

Não verificar os preços, produtos, benefícios oferecidos e demais características da concorrência é outro erro comum. Na verdade, é preciso estudar diversos aspectos do mercado e criar uma estratégia de posicionamento e diferenciação da marca no mercado.

Quanto a isso, uma dica: na análise de preços dos concorrentes, verifique se os valores são à vista ou a prazo, se não são promocionais ou se eles subsidiam o frete para uma comparação mais justa.

3. Layout fraco

O layout da sua loja — incluindo cores, fontes, imagens e demais elementos — deve estar de acordo com sua empresa e estratégias. A estrutura precisa ser eficiente em atrair o visitante e despertar seu interesse em poucos minutos, além de passar credibilidade.

Também, o cliente deve conseguir realizar uma compra utilizando um tablet, TV, smartphone ou laptop. No Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada em 2015, 34% dos consumidores têm o hábito de comprar pelo celular, portanto, é importante que o seu e-commerce seja responsivo para atender o seu cliente com facilidade.

4. Gestão de estoque ineficiente

Se o cliente acessa a sua loja virtual e não encontra o que procura, ou tem poucas opções, ele pode dar preferência ao seu concorrente — só pelo luxo de poder escolher, mesmo que pague mais caro por isso. Logo, é preciso gerir o estoque com eficiência, não só para agradar o consumidor, mas para estabelecer prazos de entrega mais curtos e calculados com mais assertividade.

5. Condições de entrega ruins

Um frete considerado caro pelo cliente pode ser um grande problema, difícil de se resolver — especialmente se a concorrência no mercado é grande e a sua empresa não está em uma localização estratégica.

Para evitar isso, estude os valores praticados pela concorrência, para cada região, e verifique se eles oferecem frete grátis, bem como as condições para o benefício. Considere criar um contrato com os Correios ou utilizar meios de entrega alternativos, como transportadoras, motoboys ou startups (Mandaê, Melhor Envio ou Shippify).

Além disso, é importante otimizar o prazo de entrega — se o consumidor receber seus produtos com rapidez, perceberá mais valor na marca e, portanto, terá uma experiência melhor.

6. Formas de pagamento e análises financeiras

É bom oferecer variadas formas de pagamento, como boleto, cartão de crédito e débito. O cliente gostar de ter opções na hora da compra, e ponderar o que é melhor para o seu bolso.

Porém, não se esqueça de analisar os efeitos de cada meio em seu fluxo de caixa, devido aos riscos financeiros envolvidos — em especial, com chargebacks e fraudes.

7. Atendimento ineficaz ao cliente

Um atendimento ruim, sem atenção às necessidades do cliente, pode ser prejudicial à marca. Além de perder seus consumidores, que poderiam ser fiéis no longo prazo, você pode receber reclamações em sites como o Reclame Aqui, o que influencia a decisão de outros compradores e pode sujar a credibilidade da empresa.

Enfim, ganhou novos insights para melhorar a administração de e-commerce na sua empresa? Lembre-se sempre de que ter uma loja virtual envolve planejamento e constantes otimizações — e que, sem trabalho ou investimentos, serão limitadas as chances de sucesso.

Agora, se você quiser saber ainda mais sobre o assunto, aproveite para conferir estas dicas para montar uma loja virtual de sucesso!