Os conceitos de armazenamento e estoque são velhos conhecidos para alguém que trabalha com o meio comercial, principalmente no setor de produtos, indo de lojas de roupas até supermercados.

Com a chegada do mercado digital esses processos de logísticas não só continuam, como passam a contar com uma necessidade maior de cuidado por parte das empresas, apresentando uma maior transparência ao seu público.

Pensando em uma loja física, a disponibilidade de um produto é fácil de ser percebida, com ele estando ou não presente nas vitrines e prateleiras do estabelecimento comercial. No meio digital, essa relação é um pouco mais ambígua.

Isso porque ao acessar a página de um produto são poucos os sites que informam o número de unidades disponíveis no estoque, ou que ao menos comuniquem a partir do momento que o estoque passa a lidar com as últimas unidades deste artigo em questão.

Como um fornecedor de caixas de papelão para transporte de mercadorias, que realizou uma promoção em seu site de compras, que acabou por zerar o estoque de caixas disponíveis, que agora precisarão ser repostas pela empresa.

Ao não informar o público sobre o fim do seu estoque, novos compradores podem se sentir penalizados ao acessar o site da empresa, tentarem finalizar o processo de compra, e somente na fase de pagamento serem informados que não existe disponibilidade.

Isso sem contar com as situações mais alarmantes, como uma loja de mobílias, que vende por meio de catálogos, tanto fisicamente como no meio virtual, sem ter um controle claro sobre os produtos que estão de fato disponíveis em seus galpões.

Nesse caso, os danos ao consumidor podem resultar, inclusive, em um processo, pela loja não cumprir as responsabilidades acordadas durante o processo de compra, tudo graças à inexistência de um sistema de controle financeiro e estoque.

Por isso é importante para as empresas terem uma gestão otimizada de controle sobre esses sistema de armazenamento de produtos, seja com a realização própria desse serviço ou com a terceirização dessas atividades.

Os tipos de armazenamento de estoque

Os serviços de estoque podem ser executados por empresas especializadas, da mesma forma que essa função pode ser abordada pela própria rede de atividades definidas por uma companhia, que busca alinhar as suas etapas de produção e vendas.

Cada modelo possui especificidades únicas que se adequam aos interesses de uma empresa, assim como o seu modo de atuação, seja um negócio que atua com o mercado físico, digital ou em alguns casos, com ambos.

Armazenamento próprio

Nesse modelo, as tarefas relacionadas ao estoque e distribuição dos produtos são de responsabilidade da própria empresa, que atua com um setor específico para a execução dessas atividades.

Com os armazéns próprios uma companhia passa a ter um controle maior sobre a sua produção, podendo desenvolver um sistema melhor integrado ao seu sistema de compras, informando ao público o número exato de peças disponíveis em seu estoque.

Existe também uma maior segurança com os seus produtos, garantindo que eles estão sendo armazenados e manuseados de maneira correta, sem que a integridade dessas mercadorias seja danificada.

Ter um controle maior das suas mercadorias permite também uma aprimoração do controle de estoque e emissão de nota fiscal, como resultado da integração das áreas de gestão interna da sua loja de equipamentos odontologicos.

Armazenamento terceirizado

A contratação de uma empresa terceirizada para os serviços de estoque e transporte são muito comuns, em alguns casos sendo realizados por uma mesma companhia, que se responsabiliza pela entrega do produto e pelo armazenamento dele.

Em muitos casos a empresa não possui uma especialidade nesses serviços de armazenamento ou prefere focar no processo de capacitação dos seus funcionários em relação ao sistema de produção, e nada além disso.

Nesses casos, contar com o apoio de uma empresa terceirizada pode facilitar os seus processos internos, que podem ser concentrados em outras atividades referentes ao processo de confecção de roupas, pensando em uma fábrica têxtil.

Algumas companhias também apresentam formas variadas de serviços, como uma empresa de armazenagem de equipamentos pesados, focado no armazenamento de máquinas para o setor industrial, por exemplo.

Armazenamento contratado

Esse sistema trabalha com uma espécie de amálgama dos procedimentos apresentados acima, trazendo características tanto do sistema de armazenamento próprio como aquele contratado de forma terceirizada.

No que pode ser o caso de uma empresa que capacita os seus funcionários para esse tipo de serviço, mas não conta com o espaço físico para manter essa grande quantidade de produtos.

Situação comum em companhias que acabaram de expandir o seu público, área ou região de atuação. Nesse caso, uma empresa pode pesquisar por um galpão logístico para alugar, contando com seus próprios funcionários para realizar tais atividades nesse espaço.

A escolha do melhor modelo de armazenamento depende não muito do seu setor de vendas, mas sim da realidade da sua empresa, que pode atuar com o meio digital, físico, de pequeno ou de grande parte.

As atividades relacionados ao estoque de produtos, inclusive, são necessárias para um número extenso de áreas comerciais, destacando-se entre elas alguns setores como:

  • Lojas de vestuário;
  • Aparelhos eletrônicos;
  • Mobília e decoração;
  • Fornecedores de alimentos;
  • Papelaria e materiais de escritório.

Sendo uma atividade que exige uma grande atenção por parte dos empreendedores, é recomendável que a sua empresa não só adote o modelo correto de armazenamento de acordo com a sua realidade, mas saiba também como otimizar esses sistemas.

O que se deve ter atenção no sistema de estoque?

Uma empresa de atividade unicamente online, que trabalha com serviços digitais, não precisa ter uma preocupação com esse tipo de armazenamento, como uma instituição de ensino que comercialize um curso de excel avançado ead.

Por outro lado, essa empresa precisa lidar com questões como o domínio online do seu site, o sistema da sua plataforma de ensino, para que ela não apresente nenhuma instabilidade em horários que contam com um grande acesso de usuários.

Esse mesmo tipo de cuidado também é presente no dia a dia de uma loja que atua no ambiente online, utilizando dos serviços de entrega para levar os seus produtos até a recepção dos seus compradores.

Entre alguns tópicos que essa empresa deve dar atenção estão:

O monitoramento dos produtos

Assim como um empreendimento lida com um sistema de fluxo financeiro, registrando os seus gastos e lucros mensais, para se chegar ao valor real de rendimento desse negócio, uma atividade parecida deve ser feita em relação ao seu estoque.

Da mesma forma que uma companhia trabalha com um sistema de rastreamento de entregas, garantindo que seus produtos cheguem com segurança às mãos dos seus clientes, é importante analisar o seu fluxo interno de mercadorias.

Com informações claras sobre os produtos que chegam e saem dos seus estoques, uma empresa consegue melhor administrar os seus sistemas, podendo informar ao público a disponibilidade correta dos produtos, além de identificar o sucesso de vendas de cada um.

Um armazenamento especializado

Não é preciso apenas saber onde armazenar os seus produtos, mas também saber como realizar esse tipo de separação de estoques. Algo ainda mais essencial quando se pensa em artigos perecíveis, como alimentos.

Uma empresa que estoca um engradado de geleias e as deixa estragar antes mesmo delas chegarem às prateleiras dos mercados lida com um prejuízo enorme, dependendo do tamanho desse estoque, com produtos que sequer foram comercializados.

Um sistema otimizado de armazenamento permite que produtos de validade menor sejam disponibilizados em centros de melhor distribuição, facilitando o seu rápido transporte, em relação a produtos que apresentam uma maior durabilidade, como mesas e cadeiras.

O transporte correto dessas mercadorias

Ligado aos sistemas de armazenamento estão os serviços de entregas, que atuam com a entrega e recolhimento de produtos nesses locais. Assim como algumas mercadorias exigem uma movimentação mais ágil, outras necessitam de cuidados mais específicos.

Como uma empresa de transporte de cargas, que trabalha com o deslocamento de peças de alto valor para o setor fabril, por exemplo. Nesse caso, a segurança com os objetos está acima das necessidades de rápido transporte.

O que é diferente de uma loja em uma plataforma de marketplace, que busca levar os seus produtos direto para o consumidor final, como um aparelho celular, um tênis ou um relógio novo, comprado em um site especializado.

Considerações finais

A importância de um sistema de armazenamento se dá pela relação que possui com outras atividades de importância para uma empresa, como a satisfação do cliente – em encontrar um produto disponível e contar com uma entrega ágil – e em seguida o número de vendas.

E com a expansão cada vez maior do mercado digital, os serviços de entrega serão igualmente necessários em uma escala maior, exigindo das empresas o serviço mais otimizado que ela consiga apresentar.

Um processo de aprimoramento que começa com o controle do seu estoque disponível.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.