Existe uma situação que todo mundo já deve ter passado pelo menos uma vez no momento de realizar uma compra em um e-commerce: a dificuldade de realizar um pagamento. Foi por essa demanda que criaram o que chamamos de gateway de pagamento.

Não conseguir realizar pagamento torna a experiência do cliente algo extremamente complicado. Isso leva as pessoas a não aderirem mais aquela loja e muitas vezes passando até informação errada para os conhecidos.

Pensando nisso, os desenvolvedores criaram o gateway de pagamento, um método integrado que permite diferentes formas de pagamento aos clientes. O objetivo é melhorar o processo de compra e descomplicar essa etapa crucial para qualquer empresa.

Além disso, muitos clientes ainda mantêm um velho receio de realizar compras pela internet e deixar cartões salvos por medo de fraude é algo muito comum. Um exemplo foi uma pesquisa realizada em 2018 pela Shape Security.

Ela demonstrou que cerca de 90% de todas as tentativas de login em sites varejistas on-line eram de hackers tentando invadir o sistema. Uma construtora que visa comprar o capacete de construção civil para seus colaboradores fará uma compra de larga escala.

Também existe a possibilidade da entrada de novos funcionários ou a avaria desses produtos por causa do dia a dia. Esses consumidores acabam tendo de retornar até a loja e realizar compras rápidas de larga escala.

É interessante que elas possam ter um sistema gateway de pagamento de segurança para defender os usuários de ataques digitais. Outros dados mostram que 15% dos compradores abandonam o carrinho por terem uma má experiência dentro do processo de compra.

Outros 6% acabam perdendo o interesse de compra por falta de mais opções de pagamento, enquanto 4% desistem de comprar devido a problemas técnicos do próprio site.

Podemos falar de comprar esporádicas como um acessório para piscina de alvenaria ou produtos mais específicos para indústrias. O fato é que se o seu site for o principal canal de vendas, ele precisa ter um gateway de pagamento.

Vejamos no decorrer do artigo um pouco mais sobre eles e as vantagens de tê-los dentro de seu e-commerce.

O que é gateway de pagamento? 

Gateway são serviços comerciais que processam pagamentos com cartões de créditos. A ideia é construir uma tecnologia de pagamento digital que melhore a comunicação com o consumidor, banco e operadora do cartão de crédito.

Quando saímos para um restaurante, balada ou supermercados, estamos acostumados com a utilização do cartão de crédito. Inserimos ou aproximamos o cartão da maquininha e rapidamente realizamos o pagamento.

Uma solução que revolucionou o mundo, até pela praticidade e segurança de não precisar andar acompanhado de um cartão de crédito de qualidade. Já imaginou comprar 20 km de cabo de aço fino e ter de realizar o pagamento em cédulas?

Isso ficou no passado, agora podemos comprar qualquer produto pela internet. E da mesma maneira que o consumidor antes do cartão de crédito queria praticidade, o mesmo ocorre com os e-commerces que aplicam um gateway de pagamento.

Tudo isso proporciona agilidade e segurança no momento de realizar uma compra pela internet. Você pode não ser um consumidor árduo de nenhuma loja, mas imagine empresas e fornecedores que precisam realizar compras diárias de mais de 100 itens.

Já imaginou ter de preencher sempre os mesmos dados sempre? Seria uma perda de tempo considerável que pode ser resolvida rapidamente. Esse é o objetivo principal do gateway de pagamento.

Como ocorrem?

Como todo processo eletrônico, existem passos que precisam ser concluídos para que o seguinte seja liberado. As transações do gateway em e-commerce ocorrem da mesma forma, como em um sistema de encanamento de um bebedouro para escola.

O primeiro passo é decidir o que será comprado e ir para os finalmentes. Essa página é chamada de checkout ou página de finalização da venda. Tudo já foi decidido e escolhido pelo consumidor, resta fazer o pagamento.

O segundo passo ocorre na integração entre o gateway de pagamento e a página checkout. Isso significa que não é necessário sair da página virtual ou do site da loja para dar andamento no pagamento.

É nesse momento que o comprador escolhe a forma de pagamento. Tudo definido, o cliente clica para finalizar a compra. O pedido então é criado pelo gateway de pagamento.

É esse momento o da comunicação entre as bandeiras dos cartões e o gateway para que a transação seja processada. Todos os produtos, seja uma caneta ou um Epis para eletricista, funcionam da mesma forma.

Na quarta etapa o adquirente se comunica com os bancos para verificar a veracidade das informações, se tudo está de acordo, digitado corretamente e se realmente existe saldo disponível.

Depois da aprovação, o processo passa por um antifraude que verifica contas fantasmas e transações feitas sem a autorização do cliente. Em poucos segundos o cliente recebe uma mensagem se a compra foi ou não aprovada.

Somente depois desses processos e com a emissão da Nota Fiscal Eletrônica que o produto é separado e encaminhado até sua casa. E tudo isso acontece em menos de um minuto.

Por isso que empresa de lustres e qualquer outro segmento estão cada vez mais aderindo ao mercado digital. Um consumidor que confia na empresa sempre fará questão de fazer compras pela internet, evitando filas e tempo de locomoção até as lojas.

Vantagens de contratar um gateway

Você estará utilizando uma solução personalizada para o seu negócio decolar, além de estar buscando ser o referencial para o consumidor dentro do segmento que atua. Essa é a missão de praticamente todo empreendedor.

Veja as diversas vantagens que o consumidor adquire e que seu negócio ganha por consequência somente ao implementar um gateway de pagamento. Os principais benefícios são:

  • Criar múltiplas opções de pagamento para os clientes;
  • Ganhar assinaturas e pagamentos recorrentes;
  • Segurança para quem compra e para quem vende;
  • Recuperação de carrinhos abandonados

Como vantagem também existe o sistema de pagamento por assinatura, onde o serviço debita da conta mensalmente o valor acordado. Tudo isso direto do cartão com direito a nota fiscal. 

Isso serve até para compras recorrentes, como uma loja que precisa constantemente contratar uma empresa de extintores devido a utilização de material químico ou causa específica.

O gateway de pagamento também blinda o cliente e a empresa de possíveis fraudes, pois estão colocando uma ponte, os bancos, para fazer essa transação. Se algo der errado, pode ser retornado ao cliente ou a empresa receber o pagamento sem mais delongas.

Gateway X Intermediador

Essa é uma dúvida comum que sonda a realidade das pessoas que desejam construir um sistema de gateway de pagamento. A intermediação de pagamentos é feita normalmente para lojas menores por conta da praticidade.

O déficit de ter um intermediador é quando as compras passam a crescer exponencialmente, fazendo com que o consumidor tenha de sair do site para realizar a compra. Sabe quando você clica para finalizar a compra e é redirecionado para outro site?

Isso ocorre com empresas que utilizam intermediadores. Acaba perdendo um pouco do contato direto com o cliente e às vezes o sistema pode travar. Talvez se a sua empresa estiver iniciando, ele possa ser um sistema considerável até pelo preço.

O gateway é mais endereçado para empresas de rápido crescimento. Isso significa que, mais cedo ou mais tarde, toda a empresa precisará de uma gateway, já que facilita o andamento dos processos de forma mais clara.

Podemos imaginar uma fabricante de esquadrias de alumínio que precisa de um determinado sistema no início de suas tarefas digitais, mas ela passa a investir em marketing digital e começa a expandir sua atuação para o mercado.

Com o tempo, essa empresa passa a aumentar consideravelmente suas vendas digitais a ponto de serem maiores que a loja física. O aumento de acessos contínuos acaba por aumentar a frequência e pressão dentro do site.

Os redirecionamentos da página passam a aumentar muito e isso acaba por sobrecarregar o site. Essas quedas acabam prejudicando a experiência do cliente e, consequentemente, tirar a oportunidade de compra de cada um deles.

Fazer uma compra pela internet não pode significar fazer a inscrição de uma prova pública ou comprar o ingresso de um show. O site precisa funcionar, e com o gateway de pagamento você garante transparência em todos os aspectos, além de garantir o funcionamento da plataforma de vendas.

Considerações finais 

Escolher um gateway de pagamento significa que você terá que entender e aceitar algumas limitações – muitas das quais são inerentes à infraestrutura do gateway de pagamento.

É importante que todo o gateway de pagamento acabe selecionando alguns tipos de bandeira. Pode ser que algumas delas não sejam autorizadas, até porque trata-se de parcerias entre elas e as bandeiras.

Outro impedimento pode ser com compradores internacionais que podem encontrar dificuldades em realizar compras com alguns sistemas. Algumas lojas não conseguem vender para os EUA ou a China, por exemplo.

Todo o sistema eletrônico pode ter alguma falha, isto é importante mensurar. Não existe sistema perfeito. Apesar de ser raro, não descarte a possibilidade de erros no sistema e até fraudes, mas saiba que você estará seguro caso ocorra algo.

Todos esses limitadores devem ser devidamente calculados e mensurados no momento de realizar alguma contratação para a empresa. Os benefícios são muito maiores que qualquer limitador, isso é visível, mas a decisão é somente sua.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.