A abrangência do comércio eletrônico aumenta a cada dia e, com isso, a necessidade de realizar com frequência a análise da concorrência. Para o consumidor, são mais opções; para os lojistas, a inevitabilidade da reformulação constante para se destacar dos demais.

Além disso, é um mercado extremamente dinâmico em que novas tecnologias e ferramentas surgem a todo tempo. Avaliar cenários, ações que deram certo e outras que deram errado é fundamental para ter um e-commerce competitivo.

Fazer uma análise da concorrência é muito mais do que copiar o que deu certo. É obter informações estratégicas a respeito do seu segmento e, assim, ser capaz de traçar planos pensados na sobrevivência e no crescimento do seu negócio, especificamente.

Quer saber como e por onde começar a fazer a análise da concorrência do seu e-commerce? Fique conosco até o fim deste artigo!

O que é análise da concorrência?

O principal objetivo da análise da concorrência é compreender as fraquezas e forças de seus concorrentes perante a sua loja virtual. Dessa forma, torna-se mais fácil entender quais pontos destacar e melhorar em sua estratégia.

Identificar quais são as ameaças que podem prejudicar o seu desempenho e quais seriam os melhores cenários para sua loja estar inserida é uma ação que pode ser definida com essa análise. A análise da concorrência é, em resumo, uma grande pesquisa sobre mercado e players.

Para começar sua pesquisa, separamos algumas perguntas que devem ser feitas a respeito de sua loja e também sobre os concorrentes:

  • Qual o diferencial do seu negócio?
  • Como é sua política de preços e quais são os seus critérios de precificação? Em relação ao mercado, seus preços são mais altos ou mais baixos?
  • Qual a frequência de suas campanhas promocionais?
  • Como é o conteúdo de seus produtos (imagens e descrições)?
  • Quais são as políticas de troca?
  • Como é o atendimento ao cliente (considerando chat, e-mail, mídias sociais etc.)?
  • Como é a segurança da loja?
  • Onde estão os CTAs?
  • Como é o formulário de opt in?
  • Como são as mídias sociais (números e engajamento)?
  • Um blog é mantido? Como é atualizado?

Respondendo a essas perguntas, é possível traçar um panorama de como está o seu posicionamento em relação à concorrência. Agora que você já tem a lista de seus principais concorrentes e já sabe um pouco mais sobre cada um deles, vamos expandir esse conhecimento e apresentar algumas ferramentas de acompanhamento.

Quais ferramentas usar para a análise da concorrência?

Existem inúmeras ferramentas que podem ser usadas em seus planejamentos e acompanhamentos. Abaixo, listamos as mais empregadas:

Google Trends

O Google Trends é uma ferramenta gratuita fornecida pelo Google. Nela, você tem acesso aos termos mais populares que estão sendo buscados no período selecionado. Também é possível observar a curva de crescimento do termo escolhido.

SEMrush

O SEMrush é uma ferramenta de análise da concorrência paga, porém, conta com uma versão gratuita limitada por meio da qual é possível obter bons insights. Além de dados do seu site, também é possível ter acesso a dados dos concorrentes, buscando por seus domínios.

SimilarWEB

Muito semelhante ao SEMrush, também é uma ferramenta paga. Porém, ela apresenta uma interface mais intuitiva e fácil de usar em relação ao seu similar.

Reclame Aqui

O Reclame Aqui é um canal dedicado às reclamações dos clientes. Por meio dele, o consumidor insatisfeito posta sua reclamação sobre determinada empresa, e a organização, por sua vez, realiza o atendimento por essa via.

Para sua análise da concorrência, é relevante pesquisar a respeito dos problemas que seu concorrente anda enfrentando.

Quando começar a análise da concorrência?

O quanto antes! Realizar a análise da concorrência deve ser um processo na rotina de sua empresa. Como dissemos no início do post, o comércio eletrônico conta com inovações constantes, e não estar preparado pode gerar grandes prejuízos para a saúde do seu negócio.

Gostou deste post? Siga-nos também nas redes sociais e acompanhe outras publicações: Facebook | Instagram | LinkedIn | Twitter.