Você criou a sua loja online, colocou os seus melhores produtos na vitrine virtual e agora é só começar a vender. Entretanto, os dias passam e nada acontece. Você entra no site da loja toda hora e não encontra um pedido sequer. A ansiedade começa a bater e você se pergunta o que deu errado.

Calma! Converter sua primeira venda pela internet pode não ser tão simples, mas se tanta gente consegue, por que você não conseguiria?

As dificuldades do meio digital podem desanimar o mais experiente dos vendedores, porém elas não podem ser obstáculo para atingir as suas metas. Basta seguir algumas dicas já testadas por diversos empreendedores digitais e as vendas virão.

Conheça algumas “pedras” que você vai encontrar no caminho e saiba como retirá-las.

Informações insuficientes

Pense bem: na internet, a interação entre comprador e vendedor não é instantânea mesmo que você tenha um canal de comunicação na sua página, como um chat. Por isso, é importante fornecer todas as informações sobre os produtos em uma descrição detalhada.

Quanto mais a pessoa souber, mais rápido ela irá decidir sobre a compra. Informações sobre a política da loja, formas de pagamento e frete também são importantes para a tomada de decisão.

Fotos ruins

As fotos influenciam muito a compra online, pois as pessoas tendem a escolher o produto com imagem mais nítida, bonita e próxima da realidade. O consumidor quer ver os detalhes do produto.

Portanto, invista em boas imagens, com alta qualidade para que possam ser ampliadas sem distorções, com fundos brancos ou claros para destacar e valorizar as cores e os detalhes dos produtos em diversos ângulos.

Falta de divulgação

Se você não disser para as pessoas que a sua loja existe e o que ela vende, ninguém vai encontrá-la. A máxima de que a propaganda é a alma do negócio também funciona com a internet, e muito!

As redes sociais são grandes aliadas nessa hora. Para divulgar seus produtos nelas, sugerimos, por exemplo:

  • criar uma página com o nome da sua loja e postar informações sobre ela e sobre os produtos disponíveis não apenas de forma direta, com link para a página de vendas, mas inserindo-os em conteúdos relevantes para o seu público-alvo (para isso você precisa conhecer seu público, outra dificuldade recorrente);

  • entrar nos grupos do Facebook onde seus clientes em potencial estão e colocar informações sobre a sua loja, desde que isso seja permitido no grupo (é preciso ler as regras antes);

  • desenvolver campanhas de marketing no Facebook Ads para anunciar seus produtos (cabe fazer promoção de lançamento, o que sempre chama público);

  • promover a loja virtual também no Instagram, com boas imagens;

  • criar um blog com conteúdos relevantes que tenham relação com os produtos que você vende e divulgar os links para os posts nas redes sociais.

Configuração malfeita

Pode parecer estranho, mas muita gente não encontra o botão “Comprar” para efetuar uma compra na internet. Por essa e outras razões, tenha a certeza de que sua loja está bem configurada.

Muitas plataformas já oferecem modelos prontos que atendem bem às regras de acessibilidade. No entanto, se você quiser personalizar a sua página ou criar um site de vendas do zero, procure a ajuda de um profissional para garantir que ele fique bem configurado.

Atenção no pós-venda

Depois de seguir os passos anteriores e conquistar a confiança do seu cliente, lembre-se de mantê-la. Ou seja, acompanhe a entrega dos produtos, peça um feedback para saber se o cliente ficou satisfeito com a compra e use essas informações para melhorar todo o processo. Ao final, mostre-se disponível para ajudá-lo em suas próximas compras.

Como você viu, converter uma venda pela internet exige certo esforço da sua parte, não existe mágica. Portanto, aproveite essas dicas e busque cada vez mais conhecimento para impulsionar o seu negócio.

Que tal aprender mais sobre como “bombar” as suas vendas? Leia também o nosso artigo com 3 dicas para montar um mix de produtos perfeito para o seu e-commerce.